Notícias

Postado dia 08/07/2019 às 16:00:43

Conheça a composição da Comissão para o Ecumenismo e Diálogo Inter-Religioso da CNBB

Com a nomeação dos novos assessores das Comissões Episcopais Pastorais pelo presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo, após a apreciação do Conselho Permanente, o quadro das pessoas que prestarão o serviço às comissões de trabalho da entidade fica completo. A Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-Religioso contará com as seguintes pessoas para o próximo quadriênio 2019-2023. No caso desta comissão, o assessor padre Marcus Barbosa continua na missão por mais um quadriênio.

Presidente (No meio na foto): 
Dom Manoel João Francisco
Desde 01 de junho de 2014, é bispo de Cornélio Procópio. Foi nomeado em 26 de março de 2014 pelo papa Francisco para suceder dom Getúlio Teixeira Guimarães, que se tornou emérito. Ele é natural de Machados, Itajaí (SC). Recebeu a ordenação presbiteral, em 8 de dezembro de 1973, em Navegantes (SC). Foi nomeado bispo em 28 de outubro de 1998 e tomou posse como bispo de Chapecó desde 21 de fevereiro de 1999. Entre 2003 e 2007, foi presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia, da CNBB. Também atuou como referencial da Pastoral Indígena e da Liturgia no regional Sul 4 (Santa Catarina). Em 2011, foi eleito presidente do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic).

Bispos referenciais:
Dom Teodoro Mendes Tavares, bispo de Ponta de Pedras (PA)
O papa Francisco o nomeou dia 10 de junho de 2015 como bispo coadjutor da diocese de Ponta de Pedras (PA), transferindo-o da sede titular de “Verbe” e do ofício de auxiliar da arquidiocese de Belém. Dom Teodoro é natural de Ilha de Santiago, Cabo Verde (África). Nasceu em 7 de janeiro de 1964. Pertence à Congregação dos Espiritanos (CSSp). Foi ordenado presbítero em 1993 e bispo auxiliar da arquidiocese de Belém (PA), no ano de 2011.Em 1995, obteve o título de mestre em Ecumenismo pelo Trinity College, em Dublin. Em 1994, veio em missão ao Brasil para a Prelazia de Tefé, no Amazonas. Foi bispo referencial para o Ecumenismo no regional Norte 2, professor de Ecumenismo e Diálogo inter-religioso, além de responsável pela Pastoral Ecumênica da arquidiocese de Belém e da Pastoral das Comunidades Rebeirinhas.

Dom Zanoni Demettino Castro, arcebispo de Feira de Santana (BA)
Nasceu no dia 23 de janeiro de 1962 na cidade de Vitória da Conquista (BA). Foi ordenado sacerdote no dia 28 de dezembro de 1986. Foi nomeado pelo Papa Bento XVI terceiro bispo da Diocese de São Mateus, no dia 3 de outubro de 2007, ano que completou 20 de sacerdócio e 45 de idade. Foi ordenado bispo no dia 24 de novembro de 2007 em Vitória da Conquista e tomou posse da diocese de São Mateus na catedral diocesana no dia 15 de dezembro de 2007 com o lema: “Ecce mitte me” (Eis-me Envia-me). Em 3 de dezembro de 2014, foi nomeado pelo papa Francisco como arcebispo-coadjutor de Feira de Santana. Em 18 de novembro de 2015, foi nomeado pelo papa Francisco como novo arcebispo de Feira de Santana,sucedendo dom Itamar Vian.

Assessor
Padre Marcus Barbosa Guimarães – Nova Iguaçu (RJ)

 

CNBB


envie seu comentário »

Veja Também

Veja + Notícias