Notícias

Postado dia 23/03/2017 às 12:39:20

O caminho de discernimento e acompanhamento vocacional

 

O CAMINHO DE DISCERNIMENTO E ACOMPANHAMENTO VOCACIONAL NA DIOCESE DE CORNÉLIO PROCÓPIO - PR

Pe. Eduardo m. Guimarães

Reitor do Seminário Menino Deus

 

Nossa Diocese conta com um trabalho vocacional muito bonito. Ao longo dos anos, a Pastoral Vocacional e, posteriormente o Serviço de Animação Vocacional (SAV) foi prioridade em nossa ação pastoral. Atualmente, os jovens que desejam ingressar no Seminário diocesano devem participar de encontros promovidos pelo SAV e pelo Seminário Menor Menino Deus. São os Estágios Vocacionais.

No ano de 2017 teremos três Estágios Vocacionais: 28 a 30 de abril, 18 a 20 de agosto e 24 a 26 de novembro. Estes encontros possibilitam um acompanhamento do candidato ao Seminário e o conhecimento da casa de formação, da vida do Seminário.

 

O TRABALHO DO SERVIÇO DE ANIMAÇÃO VOCACIONAL

 

Os documentos da Igreja sobre a formação presbiteral pedem que os jovens que aspiram ao sacerdócio sejam acompanhados por um eficiente trabalho vocacional. São João Paulo II recorda que “a vocação sacerdotal é um dom de Deus, que constitui certamente um grande bem para aquele que é o seu primeiro destinatário. Mas é também um dom para a Igreja inteira, um bem para a sua vida e missão” (Pastores dabo Vobis, n.41).

Desse modo, todos nós somos responsáveis pelo trabalho vocacional. Esse trabalho está presente nas diversas paróquias de nossa Diocese, mas não deixa de contar com o testemunho e o convite alegre dos bispos, dos presbíteros, dos próprios seminaristas, das famílias, dos jovens engajados, das pequenas comunidades, das escolas etc. Todos devemos ser promotores das vocações!

Após esse despertar vocacional e o devido acompanhamento, os jovens são convidados a ingressar no Seminário. Em nossa Diocese há três casas de formação: Seminário Menor Menino Deus, Seminário Maior Diocesano Imaculado Coração de Maria e Seminário Maior São José.

Esses espaços de formação dos candidatos ao sacerdócio na nossa Diocese têm como objetivo preparar bem os jovens para servir com amor e generosidade à Igreja, Povo de Deus. Os seminaristas são formados para uma missão de serviço a partir da relação íntima com o Senhor Jesus, aquele que chama para essa vocação específica.

Durante o período formativo, o candidato é convidado a um tempo de proximidade com o Senhor pela vida de oração, conhecimento de si mesmo, atividade pastoral-missionária e desenvolvimento da dimensão intelectual.

O tempo de formação é um momento especial da vida do jovem em que ele senta-se aos pés de Jesus Cristo para aprender d’Ele mesmo a ser Pastor. Como lembra a Exortação Apostólica Pastores dabo Vobis, “não existe uma autêntica obra formativa para o sacerdócio sem o influxo do Espírito de Cristo” (n.65), portanto, a vida no Seminário é tempo de configuração a Jesus Cristo.

Para cada momento do caminho formativo tem-se um específico modo de trabalho em vista de preparar muito bem o jovem para o trabalho pastoral na Diocese.

 

O SEMINÁRIO MENINO DEUS – MENOR E PROPEDÊUTICO

 

O Seminário Menino Deus, localizado na cidade episcopal de Cornélio Procópio – PR, acolhe os jovens que iniciam o processo de discernimento vocacional. Podem ingressar no Seminário Menino Deus aqueles que estão cursando o Ensino Médio e/ou que já terminaram o Ensino Médio, estão fazendo alguma faculdade ou já tem um curso superior completo. No Seminário Menor Menino Deus estão duas etapas do processo formativo: Seminário Menor e Propedêutico.

Segundo a Pastores dabo Vobis, “a vocação sacerdotal tem muitas vezes o seu primeiro momento de manifestação, nos anos da pré-adolescência ou nos primeiríssimos anos da juventude”. Por isso, “a Igreja toma ao seu cuidado estes germes de vocação, semeados no coração dos pequenos, proporcionando-lhes através da instituição dos Seminários menores, um solícito, ainda que inicial, discernimento e acompanhamento” (n.63).

Após o Seminário Menor, vem o período Propedêutico.  Esse período propedêutico “é tempo de preparação humana, cristã, intelectual e espiritual para os candidatos ao seminário maior, organizado como uma instituição autônoma, distinta e articulada com as outras etapas da formação” (Diretrizes para a formação dos presbíteros da Igreja no Brasil , n.132).

 

SEMINÁRIO MAIOR DIOCESANO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

Terminadas as fases iniciais, os candidatos ao presbiterato seguem para o Seminário Maior Diocesano Imaculado Coração de Maria em Maringá – PR para estudarem Filosofia, a etapa do discipulado. Esse período procura levar o seminarista “a uma compreensão e interpretação profunda da pessoa, da sua liberdade, das suas relações com o mundo e com Deus”. O estudo da filosofia “garante aquela certeza da verdade, a única que pode estar na base da entrega pessoal a Jesus Cristo e à Igreja” (O Dom da Vocação Presbiteral - Ratio FundamentalisInstitutionis Sacerdotalis, n.158).

 

SEMINÁRIO MAIOR SÃO JOSÉ

 

Após a fase do discipulado, o candidato às ordens sacras é convidado a configurar-se a Cristo no estudo da Teologia. É “uma fase qualificadora e fundamental do percurso de formação intelectual, porque ‘por meio do estudo, particularmente da teologia, o futuro sacerdote adere à palavra de Deus, cresce na sua vida espiritual e dispõe-se a desempenhar o seu ministério pastoral” (Ratio, n. 165).

Depois de encerrado os estudos teológicos, a Igreja recomenda que o candidato prepare-se por mais algum tempo em alguma paróquia desenvolvendo atividades pastorais – é a etapa pastoral. E, assim que ordenado, a formação não termina. Nossos padres constantemente estão em cursos de formação permanente para melhor servirem ao Senhor.

Em nossa Diocese notamos o grande carinho que nossas paróquias, nossos fieis têm para com os vocacionados, os padres, os bispos e os religiosos (as). Pedimos que, cada vez mais, em nossas comunidades rezemos pelas vocações pedindo ao Senhor da Messe que envie bons operários para o trabalho (Lc 10, 2b).

Lembramos que o Seminário é o lugar da formação presbiteral, mas essa formação só se dá mediante a participação da comunidade. Sendo assim, nossas casas de formação estão abertas para acolher a todos para um momento de oração, para uma visita e para conhecer nossos seminaristas.

 

Maria, Mãe das vocações, rogai por nós!


envie seu comentário »

Veja Também

Veja + Notícias